Litoral Plaza inicia ampliação e abre até 1,5 mil novos postos de trabalho

O empreendimento em Praia Grande ficará 25% maior dentro de um ano: serão mais 15 mil metros quadrados para o uso dos lojistas.

Em meio a um cenário de crise econômica e retratação do mercado da construção civil, o Litoral Plaza Shopping, em Praia Grande, dá início a um projeto de ampliação. Em um ano, o empreendimento comercial inaugurado em 1998 ficará 25% maior. O total de área bruta locável (ABL) terá mais 15 mil metros quadrados, com quatro lojas-âncoras já confirmadas para o espaço.

A  previsão mais conservadora indica até 1,5 mil novos postos de trabalhos a partir de 2016. A nova ala fica num terreno de 115 mil metros quadrados ao lado do complexo.

"Utilizaremos 58% da área total. Por se tratar de um espaço de mata, será preservada uma grande gleba em Boraceia (em Bertioga), conforme exigência de contrapartida (ambiental)", explica o gerente-geral do empreendimento, Martinho Polillo. Os pedidos de licenças dos órgãos ambientais foram expedidos há quatro anos, com aval expedido em 2014.

O projeto prevê a transferência do hipermercado para a futura ala em construção. Ao término, o complexo terá mais 60 novas lojas. Atualmente, são 220 espaços comerciais, com cinema, academia e uma unidade Poupatempo.

Polillo adianta que já foram confirmadas quatro âncoras: Renner, Riachuelo, Fast Shop e Havan - esta, uma rede de departamentos ainda inédita na Baixada Santista. "Estamos em fase contratual com outras (âncoras), que não temos em nossa região. São do seguimento de cosmético e confecçção".

Ele explica que a construção do pavilhão faz parte da primeira fase do plano de expansão, cuja última etapa tem previsão de término em até três anos. O porta-voz do Litoral Plaza não fala em cifras, porém, revela que a ampliação é custeada. com capital próprio.

"Realizamos aquilo que foi traçado em nossos planos de investimento. A população cresce, o município está em franco desenvolvimento, assim como a região. A ampliação leva em conta a Baixada Santista da próxima década".

Por ano Praia Grande recebe cerca de 12 mil novos moradores e, segundo recente projeção da Fundação Sistema Estadual de Análises de Dados (Seade) é o segundo município da região que mais cresceu entre 2010 e 2015 - a lista é encabeçada por Bertioga.

Em uma década, conforme estudos Petrobrás, a cidade se tornará a mais populosa da Baixada, ultrapassando Santos (ainda a que tem mais habitantes).

MINICIDADE

Com a ampliação, o centro de lazer e compras saltará de 62 mil para 77 mil metros quadrados de área bruta locável. O cronograma prevê cerca de 12 meses de intervenções no local, com até 1,5 mil empregos diretos. Idêntico número é estimado a partir da operação na futura ala.

"Somos o segundo maior empregador da cidade, atrás somente dos serviços públicos". O shopping, que completa 17 anos, emprega 3,8 mil pessoas. " É uma minicidade. Mas não pararemos por aqui. Vamos avançar as outras etapas (de ampliação), com ênfase ao entretenimento e lazer. A conclusão de todo o projeto é até o final de 2018", finaliza Polillo.