Estrangeiros atentos

O mercado brasileiro cada vez mais interessante.

Há muitos anos o mercado imobiliário brasileiro é um celeiro de oportunidades. Mesmo em tempos mais difíceis, é possível encontrar oportunidades. A velha história de onde a maioria vê crise, uns poucos veem oportunidades nunca foi tão verdadeira e cada vez mais interessante.

Se a economia nacional não está boa e o mercado com muitas unidades, há uma contrapartida e boa: muitos negócios à vista. Ao que parece, a bússola virou. Se, há alguns anos, os brasileiros, em razão da crise do segmento nos Estados Unidos, passaram a comprar imóveis lá por causa do preço, o movimento inverso começa a ser sentido.

Com a economia brasileira em baixa, maior estoque de unidades e com preços e negócios bem interessantes, os estrangeiros - principalmente americanos - começam a olhar com mais cuidado e atenção para cá. Mas, o mais importante de tudo: com dólar em alta, as chances de se fechar um negócio é bem maior.

Segundo agentes que atuam no segmento e que têm em suas carteiras esses compradores, os estrangeiros, no passado, sempre viram o Brasil como um mercado a se investir. Com a economia deles ruim, houve um pequeno movimento inverso. Agora, com o dólar em alta, o Brasil voltou a ser interessante. Os agentes - incorporadores e imobiliárias - veem esse movimento com bons olhos.

Dessa forma, fazem caixa - não importa da forma que entre, desde que seja lícita - e podem investir em novos empreendimentos, apostando que a economia melhorará e o brasileiro voltará a comprar.

Aliás, eles não deixaram. Seguraram um pouco e procuram bons negócios. Da mesma forma que esses estrangeiros. Assim, o mercado gira e cria negócios.