Sobre a cidade de Praia Grande

Existem pré-requisitos definidos por Lei Estadual para que um município possa ser considerado uma estância balneária, que é um conjunto de praias de um litoral e Praia Grande é um desses municípios no Brasil.

Esse título garante a esses municípios uma verba maior através do Apoio às Estâncias de São Paulo, para a promoção do turismo, além de adquirir o direito de agregar, junto a seu nome o termo, sendo o município em questão reconhecido como Estância Balnearia de Praia Grande.

A colonização da região iniciou com a chegada de Martim Afonso em 1532, pois a primeira vila fundada pelo explorador, enviado pela coroa portuguesa, foi justamente a de São Vicente, da qual Praia Grande fez parte até 1967.

Depois desse período a cidade iniciou o ritmo de crescimento demonstrando maior qualidade em seus serviços públicos, pois havia a proximidade do poder municipal com a realidade da população.

 Mas, somente na década de 1980, a cidade ganhou real impulso para seu crescimento, com a inauguração da Ponte do Mar Pequeno (no trecho final da Rodovia dos Imigrantes) ligando a cidade à ilha de São Vicente. Com isso, dois problemas foram resolvidos: o trânsito na saturada Ponte Pênsil foi aliviado e a cidade ganhava uma ligação direta à capital paulista, sem a necessidade de se passar por Santos e São Vicente, e a partir daí Praia Grande passou a ser o balneário mais próximo da capital.

Crescimento pode trazer alguns inconvenientes e com o acesso facilitado ao balneário da Praia Grande alguns deles puderam ser identificados. Problemas com saneamento, transporte e urbanização foram itens tão prejudiciais ao progresso do local que em meados de 1993 a cidade impetrou uma verdadeira revolução iniciando uma remodelação no sistema de transporte, pavimentação, saneamento, com o Projeto Onda Limpa, além da orla totalmente reformulada e reurbanizada e com a entrada de ônibus de excursões somente permitida com autorização prévia da prefeitura e outras tantas intervenções que beneficiaram a estância e trouxeram grandes melhorias ao local até os dias atuais.

Praia Grande se divide em três principais distritos: o Distrito Sede, o Distrito de Samará, na região serrana e o Distrito de Solemar, que faz com Mongaguá. As praias mais conhecidas, e frequentadas, da região estão no Distrito Sede e são: Canto do Forte, Boqueirão, Guilhermina, Aviação, Tupi, Ocean e Mirim, que em alta temporada ficam completamente tomadas por moradores da região, além de turistas de todo o estado de São Paulo e até de outros estados brasileiros.

Para atender à demanda dos frequentadores da cidade, principalmente na alta temporada são muitas as atrações e atividades oferecidas como a Festa da Tainha, que acontece desde 1998 e a partir de 2010 ganhou um espaço maior do que tinha no bairro do Boqueirão, se instalando dentro do Litoral Plaza Shopping, local altamente frequentado por toda a população local e turistas.

O período do verão, quando acontece a época das férias escolares, a cidade fica tomada por famílias que prestigiam diversos artistas que se apresentam durante o Show do Verão é Você, programação promovida pela prefeitura local e em seguida às férias de verão o Carnaval de Praia Grande também é muito frequentado.

A cidade comemora os dias santos, uma vez que conta com diversas igrejas católicas em todos os seus bairros, mas além das festas e comemorações, Praia Grande também conta com diversas atrações esportivas que já são tradicionais aos atletas como o 10 km Jovem Pan Summer Run, a Meia Maratona da Praia Grande e a Ultra Runner 100 km.

O esporte é tão importante para a cidade que foi escolhida pelo Comitê Organizador dos jogos Olímpicos e Paraolímpicos Rio 2016 para receber delegações internacionais na fase de treinamentos, que antecede ao evento, e as lideranças da cidade promovem projetos que valorizam os espaços esportivos da região e incentivam a participação da população nas atividades de esporte.

Apesar do grande número de pessoas que circulam pela cidade em finais de semana, feriados e períodos de férias, Praia Grande é muito bem sinalizada e monitorada por câmeras em todo o seu litoral e pontos principais sendo considerada a segunda cidade do mundo em câmeras de vigilância, só perdendo para Londres, na Inglaterra.

Com via Expressa Sul, obra realizada pela Prefeitura do município, com mais de 10 quilômetros de vias expressas, além de passagens subterrâneas para pedestres, e os ciclistas também sendo contemplados pela obra, pois a via é cercada por mais de 60 quilômetros de ciclovias, sinalizadas e ladeadas por jardins, Praia Grande ganhou destaque, pois a obra foi considerada um modelo de urbanização e desenvolvimento rodoviário para todo o país.